Sistema prisional compartilha informações sobre internos com o Gaeco

Acordo foi firmado nesta terça-feira (17), na sede do Ministério Público estadual

A Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejuc) assinou nesta terça-feira (17) um termo de cooperação com o Ministério Público estadual a fim de compartilhar informações dos mais de 5 mil presos custodiados hoje no sistema prisional sergipano. O Sistema de Administração Penitenciária (SAP) é utilizado pelos profissionais do sistema prisional e é onde estão informações fundamentais sobre cada interno.

No SAP, os usuários podem achar a identificação civil do interno, nomes do pai e mãe, naturalidade, passagens pelo sistema, escolaridade, dados documentais e outros. O compartilhamento de informações será fundamental para o trabalho do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Sergipe, o Gaeco.

Para o procurador-geral do MP de Sergipe, Eduardo D´Ávila, a disponibilização de todas as informações para o combate ao crime é estratégica. “O que nós temos no âmbito da Secretaria e do Ministério Público deve ser compartilhado. A gente integra os bancos de dados e possibilita melhores instrumentos de investigação”, avaliou.

D´Ávila ainda disse que a parceria é muito importante, porque disponibiliza um banco de dados atualizado sobre todo o sistema penitenciário de Sergipe. “Integra o Gaeco com oos dados do sistema para poder propiciar melhores investigações, principalmente, no campo das organizações criminosas”, explicou.
O secretário da Justiça e Cidadania, Cristiano Barreto, disse que o auxílio do Ministério Público é mais uma estratégia para o equilíbrio do sistema prisional e o impacto na redução da criminalidade nas ruas do estado.

Segundo Cristiano, o trabalho em conjunto tem favorecido para a redução da criminalidade em Sergipe. “Nosso estado foi apontado como o terceiro a reduzir o número de homicídios e isso coincide com o período em que o sistema prisional está sem fuga, pois houve a neutralização das facções criminosas e nós podemos trazer os resultados necessários que a sociedade merece”, analisou Cristiano.

A reunião contou com a presença do promotor Bruno Melo, do Gaeco, e do diretor do Departamento do Sistema Prisional, Agenildo Júnior.

Última atualização: 17 de setembro de 2019 17:09.

Pular para o conteúdo