Sejuc e Sindpen avaliam como positiva readequação no Preslen, em Glória

Com o remanejamento de internos, houve um entendimento de que as condições de atuação da unidade prisional são satisfatórias

Foi realizada nessa terça-feira, 25, uma reunião entre a da Justiça, do Trabalho e de Defesa do Consumidor (Sejuc) e o Sindicato dos Policiais Penais e Servidores da Sejuc (Sindpen). Dentre os assuntos tratados, esteve a avaliação das medidas adotadas no Presídio Regional Senador Leite Neto (Preslen), localizado em Nossa Senhora da Glória. O secretário Cristiano Barreto esteve reunido com o presidente do Sindpen, Wesley Alves de Souza.

O perfil dos internos custodiados na unidade prisional foi alterado, conforme explicou o diretor do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), Agenildo Junior. “Na presente data, somente internos sentenciados nos crimes de estupro, de cunho sexual, aliciamento e corrupção de menor, crimes de violência doméstica e internos idosos acima de 60 anos podem ser transferidos para essa unidade. Também evitando que internos de maior periculosidade exercem uma influência na unidade”, citou.

Com essa alteração, o presidente do Sindpen, Wesley Alves de Souza, destacou que houve uma significativa melhoria na unidade prisional. “A unidade era muito problemática e não tinha estrutura física e número adequado de servidores. Com essa nova dinâmica, entre o Desipe e Sejuc, o nível para ocorrer motim ou rebelião foi bastante reduzido. Isso tem que ser visto com louvor”, enfatizou.

A Sejuc tem implementado ações para manter a segurança do sistema prisional. Como resultado, a última fuga do Preslen ocorreu em 2016. O secretário Cristiano Barreto avaliou como positiva a reunião entre a Sejuc e o Sindpen. “A reunião foi bem tranquila. O sindicato enfatizou a questão da mudança de perfil da unidade prisional e avaliou como positiva a alteração feita na seleção dos internos. Há uma mudança bem considerável na unidade”, finalizou.

Última atualização: 26 de agosto de 2020 10:48.

Pular para o conteúdo