Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciário aponta avanços consistentes no sistema prisional sergipano

Conselheira avalia pontos importantes das unidades prisionais com base na última visita, em 2015

O secretário da Justiça, do Trabalho e da Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto, esteve acompanhando a conselheira Juliana Zappalá Porcaro, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciário (CNPCP), e o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE), Robson Barros, em inspeção realizada em cinco unidades prisionais do estado de Sergipe. As visitas tiveram como objetivo analisar a situação dos presídios em relação a alimentação, saúde, estrutura, segurança e direito dos internos.

O último relatório do CNPCP sobre os presídios sergipanos foi realizado no ano de 2015 e, de acordo com a conselheira Juliana Zappalá Porcaro, o estado apresentou muitos avanços desde então. “Comparando com esse último relatório, acredito que nós avançamos muitos. Nas instituições nas quais eu fui, visitei todo o local, conversei com os agentes, com o diretor e com os presos. Inclusive, em uma das unidades, consegui conversar até com familiares, pois estava havendo visita no momento. Relatei todos os âmbitos e verifiquei que o estado avançou bastante”, destacou.

Além disso, a perspectiva das melhorias que estão em andamento também foram pontuadas. “A visita foi bem positiva, as instituições estão fazendo um excelente trabalho e, o principal, com o que se é possível realizar com o planejamento a curto, médio e longo prazo”, finalizou a conselheira.

O secretário Cristiano Barreto, o resultado positivo é fruto do empenho das instituições que compõem o sistema prisional. “É com grande satisfação que recebemos as avaliações produzidas pela conselheira, por conta dos elogios que foram realizados aos trabalhos. É gritante a diferença do relatório produzido no ano de 2015, o que demonstra o comprometimento do Governo do Estado junto com todas as instituições parceiras que compõem todo o sistema prisional”, ressaltou.

A Comissão dos Direitos Humanos da OAB/SE realiza inspeções nas unidades prisionais sergipanas regularmente e também esteve presente na ocasião. “Concluímos essa visita com o resultado positivo do grande objetivo que é a nossa busca de melhorias. Com a parceria realizada entre a OAB e a Sejuc, sempre buscamos melhorias na qualidade da prestação de serviços aos presos, familiares e os agentes prisionais”, pontuou.

Com o fim da visita, os elogios destacados sobre trabalho feito em Sergipe e os apontamentos do que deve ser melhorado, Cristiano Barreto frisou a perspectiva novas melhorias no sistema prisional do estado. “Iremos continuar trabalhando de maneira entusiasmada para melhorar e solucionar cada vez mais os problemas dos agentes, dos internos e dos familiares”, concluiu.

Última atualização: 8 de fevereiro de 2021 12:10.

Pular para o conteúdo