Secretaria de Estado da Justiça e de Defesa ao Consumidor

Ministério da Justiça premia Sergipe com selo de reconhecimento por oferta de trabalho no sistema prisional

Selo Resgata é uma estratégia para incentivar a ampliação da oferta de trabalho nos presídios O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, reconheceu Sergipe como os cinco estados do Brasil com melhor performance em políticas públicas direcionadas a oferta de trabalho no sistema prisional. O anúncio foi feito em solenidade realizada na manhã […]

7 de maio de 2019

Selo Resgata é uma estratégia para incentivar a ampliação da oferta de trabalho nos presídios

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, reconheceu Sergipe como os cinco estados do Brasil com melhor performance em políticas públicas direcionadas a oferta de trabalho no sistema prisional. O anúncio foi feito em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (06), em Brasília, durante a entrega do “Selo Resgata” –  reconhecimento destinado às Secretarias estaduais da Administração Penitenciária e empresas que contratam presos, egressos do sistema prisional e pessoas que cumprem penas alternativas. 

Sergipe foi reconhecido no final de abril, segundo levantamento feito pelo Monitor da Violência do Portal G1, como o estado com o maior percentual de internos trabalhando no Brasil. O Selo Nacional de Responsabilidade Social pelo Trabalho no Sistema Prisional é uma iniciativa promovida pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), que reconhece empresas e instituições que contratam presos ou egressos do sistema prisional.

“Fiquei muito feliz com este reconhecimento do Ministério da Justiça aos avanços no nosso Sistema Prisional em nosso estado. É o resultado de muito trabalho. Estamos investindo na melhoria da estrutura dos presídios e fortalecendo a ressocialização dos nossos internos. Com uma equipe comprometida e o uso de inteligência praticamente erradicamos as fugas e as rebeliões”, declara o governador Belivaldo Chagas

Instituído em novembro de 2017, o Selo Resgata é uma estratégia para incentivar a ampliação da oferta de trabalho e, assim, dar uma oportunidade de construção da cidadania e ressocialização. A entrega do 2° Ciclo de Concessão do Selo Resgata aconteceu no Palácio da Justiça, em Brasília e 198 empresas de 15 estados receberam o reconhecimento. No ciclo anterior, 127 instituições foram contempladas com o Selo. 

O secretário da Justiça e Cidadania, Cristiano Barreto, que participou da solenidade representando o governador Belivaldo Chagas, disse que é um feito e um justo reconhecimento para o estado de Sergipe estar entre as cinco unidades da Federação que mais valorizaram o emprego e mão de obra dos internos do sistema prisional em 2018. “Sergipe se destaca como o estado onde seus internos mais trabalham no Brasil, proporcionalmente, segundo levantamento divulgado pelo Monitor da Violência do Portal G1. Estamos fazendo nossa parte para que haja uma ressocialização efetiva no sistema prisional”, explicou Cristiano Barreto. 

Cristiano disse que Sergipe está se empenhando para atingir a segunda meta de gestão: a capacitação e utilização de mão de obra para ressocialização e reinseção dos presos no sistema prisional. “Estabelecemos essa meta e pela primeira vez na história de Sergipe recebemos o prêmio Resgata, um reconhecimento público do Governo Federal. A nossa primeira meta foi a de estancar uma sangria de fugas de presos do sistema prisional e estamos há dois anos e três meses sem qualquer ocorrência de fuga nas unidades prisionais de Sergipe”, reforçou. 

A participação e empenho dos servidores da Secretaria de Justiça foi determinante, segundo o secretário Cristiano Barreto, para atingir as metas definidas para o sistema prisional no estado. “Agradeço a todos os servidores e nenhum reconhecimento seria possível sem o empenho dos servidores para manter o equilíbrio e a eficácia do sistema prisional em nosso estado”, concluiu Cristiano Barreto.