Ressocialização: Enem é aplicado para 103 internos do sistema prisional de Sergipe

As provas ocorrem em cinco unidades prisionais do estado e adotam todas as medidas sanitárias necessárias à redução dos riscos de contágio pela Covid-19

Como mecanismo de ressocialização no sistema prisional de Sergipe, 103 internos, de cinco unidades prisionais, irão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A aplicação do exame é feita na Cadeia Pública de Estância, na Cadeia Pública de Areia Branca, no Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf), no Presídio Feminino (Prefem) e no Presídio Regional Senador Leite Neto. As provas foram aplicadas na terça-feira, 23, e também acontecem nesta quarta-feira, 24.

A aplicação segue todas as diretrizes das autoridades de saúde para a redução dos riscos de contágio pela Covid-19. A Secretaria da Justiça, do Trabalho e da Defesa do Consumidor (Sejuc) fez a triagem dos internos que concluíram o ensino médio para a realização da inscrição no Enem.

O diretor do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), Agenildo Júnior, enfatizou que a realização do exame para as pessoas privadas de liberdade é uma importante ferramenta de reinserção social dos internos na comunidade.

“É dever do Estado, direito do interno e previsto na Constituição e na Lei de Execução Penal, sendo um instrumento de humanização, criando uma expectativa favorável de reingresso na vida social, quando em liberdade”, destacou.

Em paralelo, foram organizadas as unidades prisionais para a aplicação do exame, com medidas como o distanciamento entre 1,5 m e 2 metros entre os participantes – internos e aplicadores da prova -, além da disponibilização de álcool em gel e de máscaras de proteção.

O Enem não vinha sendo realizado para os internos do sistema prisional desde que deixou de ser utilizado para a conclusão do ensino médio. Como Sergipe não contava com o regime semi-aberto, os internos não poderiam sair das unidades prisionais para cursarem uma graduação.

Mas, com a previsão de abertura do regime nos próximos meses, 103 internos tornaram-se aptos a realizarem as provas do Enem 2020. Há cinco anos, uma interna do Prefem foi aprovada e já está concluindo a graduação em Dança, pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Última atualização: 24 de fevereiro de 2021 08:56.

Pular para o conteúdo