Programa “Mulher é Mulher”, da Sejuc, recebe moções de aplausos na Alese

A Assembleia Legislativa do estado de Sergipe, aprovou, por unanimidade, a moção de aplausos nº 10/2022, pelo lançamento do programa intitulado “Mulher é Mulher”, que tem como objetivo a prestação de assistência a vítimas de violência doméstica e é vinculado diretamente à Central de Monitoramento Eletrônico de Presos (Cemep).

De autoria da deputada Maria Mendonça, a moção aborda a importância do projeto para o enfrentamento da violência contra a mulher, especialmente por se tratar de um projeto com efeitos a médio e longo prazo, que tem como objetivo principal acolher e promover a autonomia das mulheres.

Para o diretor da Cemep, Antônio Claudio Viana, trata-se de um momento histórico para a Secretaria de Justiça, do Trabalho e da Defesa do Consumidor, uma vez que ações como essa abordam não apenas a implantação da força policial de alta eficiência operacional, como também cria, paralelamente, políticas públicas sociais de alto impacto.

“Trata-se de um momento histórico. Quero agradecer ao secretário Cristiano Barreto, ao secretário-adjunto, coronel Chaves, e aos meus chefes do Desipe e colegas da gestão pelo apoio de sempre no desenvolvimento dessas ações”, finaliza o diretor.

Sobre o programa Mulher é Mulher

O programa “Mulher é Mulher” busca acolher mulheres vítimas de violência doméstica e trabalhar o empoderamento através do desenvolvimento socioeconômico. Ele funciona em parceria com as empresas que lucram com produtos femininos. A ideia é que as vítimas não retornem o relacionamento com os agressores em razão da dependência econômica.

Desse modo, há uma parceria com empresas que fornecem produtos femininos, para que essas instituições disponibilizem vagas de emprego para as mulheres vítimas de violência doméstica. Somado a isso, o programa disponibiliza, por meio de um convênio entre a Sejuc, o Governo de Sergipe e o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), uma equipe específica para acolhimento às vítimas monitoradas pela Cemep, composta por dois assistentes sociais, um psicólogo e um analista jurídico.

Última atualização: 1 de abril de 2022 11:25.

Pular para o conteúdo