Polícia Penal efetua prisão de visitante tentando entrar com drogas no Compajaf

A mulher tentava adentrar a unidade com substâncias semelhantes à cocaína, maconha e fumígena

O Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf) registrou uma prisão de uma visitante por tentativa de adentrar a unidade prisional portando substância ilícita. A ação foi possível a partir do trabalho da Polícia Penal e do uso da tecnologia de revista do aparelho bodyscan. 

Quando a visitante foi submetida ao aparelho bodyscan, foi identificada a presença de um material estranho na imagem, o que levantou suspeita. Em seguida, após conversa, foi detectado de fato dois pacotes contendo substância semelhante à cloridrato de cocaína, substância semelhante à maconha e substância fumígena. 

Sendo assim, depois de tomadas todas as medidas necessárias e legais, a visitante foi encaminhada à 3ª Delegacia Metropolitana (3ª DM) para lavratura do flagrante. Ela já encontra-se à disposição do poder judiciário.

Sobre o Bodyscan

A Secretaria de Justiça, do Trabalho e da Defesa do Consumidor operacionaliza as revistas sem contato e sem retirada de roupas, por meio do equipamento de bodyscan. Tudo é realizado de maneira digital, com intuito de obter o melhor resultado possível, sem exposição vexatória.

O scanner corporal é de alta tecnologia e consegue detectar a substância no interior do corpo humano. Nesse sentido, assim que o material é identificado, as imagens são arquivadas e o infrator é encaminhado para o Instituto de Criminalística (IC) para perícia e os procedimentos são adotados na delegacia. As informações colhidas são encaminhadas ao Poder Judiciário.

Última atualização: 29 de abril de 2022 14:05.

Pular para o conteúdo