Alese enaltece mil dias sem fugas e destaca trabalho de agentes prisionais em Sergipe

Última fuga aconteceu em fevereiro de 2017 e já são mais de mil dias sem ocorrência

O secretário da Justiça e Cidadania, Cristiano Barreto, recebeu nesta sexta-feira (25) ofício da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) informando sobre o reconhecimento da Casa a respeito dos mil dias sem fugas no sistema prisional de Sergipe. Os votos de louvor foram de autoria dos deputados Zezinho Sobral, Luciano Pimentel e Zezinho Guimarães.

O ofício destaca que a “Alese aprovou por unanimidade, em sessão plenária, o requerimento apresentando os votos de louvor pelo excepcional índice, no qual Sergipe está prestes a completar mil dias sem nenhuma ocorrência de fuga no sistema prisional, extensivo a todos os servidores desse sistema”, relata o documento.

O secretário da Justiça e Segurança Pública, Cristiano Barreto, diz que o feito se deve ao excelente trabalho desenvolvidos pelos servidores do sistema e ao grande investimento que tem sido feito na compra de armas de fogo, coletes balísticos, body scam, câmeras de monitoramento e drones. “Ao longo desses quase três anos a frente da Sejuc, nós tivemos o apoio do Governo do Estado, no sentido de realizar diversos investimentos, cumprindo as audiências junto ao Poder Judiciário. e reduzindo a deficiência que existia de equipamentos de proteção individual, de equipamentos de segurança dos servidores”, explicou Cristiano Barreto.

Consej

O reconhecimento da Assembleia Legislativa de Sergipe vem dias depois que Sergipe foi destacado nacionalmente como modelo no sistema prisional. O Conselho Nacional de Secretários de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) concedeu moção de reconhecimento ao Estado de Sergipe. A moção foi aprovada em reunião ordinária no Paraná, no dia 3 de outubro.

Com a última fuga das unidades prisionais do estado tendo ocorrido em 26 de fevereiro de 2017, o secretário fez questão de reiterar a relevância das atividades dos servidores no marco positivo. “É com muita satisfação que recebemos esses aplausos, esses elogios do colegiado do Consej. Trazemos e distribuímos esse reconhecimento a todos os servidores que integram o sistema prisional”, complementou.

O trabalho dos servidores é um dos pilares fundamentais que formaram a base que construiu o resultado positivo reconhecido pelo Consej. Para o secretário Cristiano Barreto, outras peças que ergueram os mais de mil dias sem fugas foram a identificação de problemas que dificultavam a obtenção dos resultados positivos alcançados e a realização dos investimentos.

Última atualização: 25 de outubro de 2019 15:26.

Pular para o conteúdo